Por que a produção agrícola tem de ser feita de maneira sustentável

Por Dr Ignacio F. Lopez *

Durante a segunda metade do século 20, o desempenho dos sistemas de produção agrícola aumentaram em números nunca antes vistos através da aplicação de tecnologia. Isto é conhecido como “A Revolução Verde”. Parecia que o problema de alimentar da crescente população estava resolvido.

No entanto, o tempo passou e a intensificação agrícola trouxe conseqüências indesejáveis, tais como a lixiviação de nitrogênio aos sistemas de água corrente e a compactação do solo devido a um excesso de lavoura. Os efeitos negativos da intensificação da agricultura mostraram que há limites para o desenvolvimento dos sistemas agrícolas e também que as conseqüências da produção podem ir além da cerca da fazenda.

Há países que, depois de avaliar e mensurar os efeitos negativos da agricultura além dos limites que o meio-ambiente pode suportar, perceberam que existem conseqüências que também afetam a sociedade humana ao seu redor. Regulamentos foram concebidos e os efeitos secundários estão sendo monitorados.

Visão sobre a agricultura

O desenvolvimento de sistemas de comunicação, de informação e de transporte tem mudado a forma como a agricultura é conceitualizada hoje. Há um mercado global que requer produtos agrícolas com uma diversidade de qualidades. Atributos climáticos definem áreas de produção agrícola e produtos, mas também os mercados onde podem ser comercializados. Os produtos agrícolas são enviados para regiões distantes dentro do mesmo país, ou exportados para outros países.

Normalmente, melhores preços para os produtos estão relacionados com mercados mais exigentes que requerem produtos de alta qualidade. Sistemas de tecnologia da informação podem funcionar nas mãos de todos e a rastreabilidade está se tornando uma questão relevante: obter mais informações sobre o produto a ser vendido.

Um consumidor mais bem informado vai querer saber não apenas a localização da fazenda onde o produto foi produzido, mas também as condições sob as quais foi produzido. Isso constitui uma oportunidade de mercado.

Portanto, no mercado global, a produção agrícola tem que ser feita de uma maneira correta e sustentável. Os produtos estão passando as fronteiras regionais e nacionais e estão entrando em mercados mais exigentes, com melhores preços que podem aumentar a rentabilidade agrícola. Algo que ocorre em uma escala local-regional pode ter efeitos relevantes em um escala de mercado globalizado afetando assim os preços.

  • Dr. Ignacio F. Lopez atua no Instituto de Agricultura  e Meio Ambiente, Massey University